Melatonina

Saiba mais sobre o que é a Melatonina e para que ela serve!

Última atualização em: 18.10.2023 Tempo de leitura: 7 Min.

Conhecida popularmente como “hormônio do sono”, a melatonina serve para avisar o seu organismo que finalmente chegou a hora de dormir.

Graças à ciência e à tecnologia, esse hormônio agora também pode ser suplementado.

⚠️ Mas atenção: seu uso inadequado pode trazer riscos!

Que tal vir com a gente entender mais sobre as particularidades da melatonina?! 👇🏼

Desenho de mulher dormindo ao lado de frascos contendo melatonina.

Afinal, o que é a melatonina e por que a chamamos de “hormônio do sono”?

Por acaso você já ouviu falar na N-acetil-5-metoxitriptamina?! 🤓

Deve estar se perguntando: “N-ace-O QUÊ”? 🤯 Calma, este é só o nome científico dessa substância que fica cada dia mais famosa: a Melatonina.

Desenho de um homem na cama dormindo.

Muitas vezes ouvimos falar na melatonina como o "hormônio do sono" - e isso tem a ver com o seu processo de fabricação! 🏭

A melatonina é um hormônio produzido pela glândula pineal, que fica bem no centro do nosso cérebro. E o mais interessante é: essa produção só ocorre na ausência de luz.

Assim que o Sol se põe e vai chegando a noite, a glândula pineal se prepara para produzir o hormônio, que atinge o seu pico por volta das 2 horas da manhã ⏰ (variando de pessoa para pessoa).

Gráfico contendo os níveis sanguíneos de melatonina com pico logo após a meia noite e níveis sanguíneos de cortisol com pico logo após às 6h da manhã.

Quando o galo canta e a claridade volta a aparecer, a fabricação de melatonina é pausada, sinalizando que estamos prontos para mais um dia de luta! 💪🏼

Esse ritmo se repete, fazendo parte do chamado Ciclo Circadiano - vamos voltar a falar sobre ele mais a frente…

Há uma razão pela qual a melatonina é frequentemente referida como o hormônio do sono. O metabolismo normal da melatonina é importante para ajustarmos o nosso "relógio interno" e termos um sono tranquilo.

Imagem do nosso especialista do sono, Bjoern Steinbrink
Bjoern Steinbrink

Especialista do sono

E quais são as funções desse hormônio?

Já se perguntou para que serve a melatonina?

Como você já pode ter imaginado, o seu papel principal é fazer com que o nosso corpo descanse.

De forma geral, costumamos dizer que a melatonina “nos faz dormir” – mas na verdade, é muito mais do que isso 🤓

A melatonina é capaz de realmente controlar o nosso metabolismo!

Por exemplo, o pâncreas passa o dia produzindo insulina para regular todo o açúcar que ingerimos, certo?

Então, quando dormimos e consequentemente ficamos em jejum, a melatonina dá um sinal para que o pâncreas não produza tanta insulina neste período.

🧠 Inteligente, não é?! 🧠

Podemos, portanto, concordar que a melatonina tem um papel fundamental no nosso descanso em geral, como organismo. 🛌🏼

O que acontece se tivermos baixa melatonina?

Se a melatonina é boa para tuuuudo isso, o que acontece se ficarmos sem ela? 😨

Como você já aprendeu, ela é importante para, resumidamente, 3 coisas:

  1. O nosso sono 💤
  2. A nossa rotina 📆
  3. O nosso controle metabólico ⚙️

Desenho de homem feliz fazendo símbolo de "OK" com as mãos.

Logo, se não tivéssemos este hormônio, poderíamos ter as seguintes consequências:

  1. Insônia, irritação e outros problemas relacionados ao sono.
  2. Dificuldade de concentração nas atividades diárias e sonolência diurna.
  3. Atividade metabólica em desequilíbrio (ganho de peso, diabetes, etc).

Desenho de pessoa acordada na cama, com insônia.

🤔 Pois é, agora você pode estar se perguntando:

“Será que eu tenho melatonina suficiente no meu organismo?”
“Como eu sei se esse hormônio está sendo produzido em mim ou não?”
“Vivo no auge do cansaço, ganhei peso... Pode ser culpa da melatonina?”
“Fulano tomou comprimidos de melatonina e melhorou! Será que preciso também?

Caaaaalma, jovem! Vamos por partes 😌

Primeiramente, todas essas consequências que citamos podem ter outras causas além da falta de melatonina – é o que acontece na maioria dos casos.

Depois, a reposição deste hormônio é indicada só em algumas situações específicas, e deve ser uma recomendação médica 🥼

Que tal entendermos isso um pouco mais a fundo? Segue o raciocínio:

Suplementação com melatonina 💊

Há alguns anos, este hormônio não existia para venda no Brasil – muitas pessoas importavam dos Estados Unidos para fazer uso 🌎

No fim de 2021, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) liberou a venda da melatonina como suplemento alimentar, ou seja, não precisa de prescrição para a compra 📝

Também acabou amenizando bastante a dor no bolso daqueles que faziam a importação, já que agora o preço da melatonina se tornou muito mais acessível 💰

📌 Um frasco de 30 comprimidos, por exemplo, encontra-se na faixa de R$ 10,00 a R$ 30,00 nas drogarias.

Desenho de um cofre em formato de porquinho com moedas inseridas e um martelo ao lado.

Isso facilitou muito a vida de quem tem problemas para dormir – o que aumentou ainda mais a busca por informações sobre a substância.

Perguntas como Para que serve a melatonina?, Quem pode tomar? e Como devo tomar a melatonina? bombaram nos sites de busca, além dos próprios consultórios médicos.

Por outro lado, a venda livre deste suplemento resultou em muita automedicação.

Automedicação: o que é e quais são as consequências?

A automedicação é o ato de utilizar qualquer medicamento/suplemento sem indicação profissional, ou seja, por conta própria.

“Mas se é só um suplemento, não faz mal à saúde” 😬

É verdade que a melatonina mostrou ser muito segura nos estudos científicos, com poucos efeitos colaterais.

Desenho de mulher deitada na cama dormindo e cientistas trabalhando.

Porém, o seu uso sem necessidade ou de forma incorreta pode sim trazer problemas à saúde (conforme vamos abordar mais à frente) ⚠️

Além disso, a automedicação com melatonina pode “mascarar” outras condições de saúde que alteram o sono (como depressão, ansiedade, hipertireoidismo, apneia obstrutiva do sono, entre outras).

O problema disso é que a pessoa não busca o diagnóstico correto e vai tomando a melatonina eternamente, sem tratar a causa raiz do problema, resultando em uma verdadeira bola de neve! ☃️

Desenho de uma mulher levando as mãos à cabeça, confusa, com pontos de interrogação ao seu redor

Isso quer dizer que os distúrbios do sono devem ser investigados quanto à causa!

Caso você tenha começado a apresentar problemas para dormir recentemente e não sabe bem o porquê, que tal conferir esse artigo sobre práticas naturais para uma boa noite de sono antes de se automedicar? 💡

E se nada disso funcionar, talvez seja hora de buscar ajuda profissional e, quem sabe, receber a orientação para utilizar a melatonina.

Quem pode se beneficiar com o uso de melatonina?

A começar pelas próprias recomendações da ANVISA: o suplemento só foi liberado para uso por adultos maiores de 19 anos.

Já em relação às indicações, as pesquisas demonstram benefícios principalmente para duas situações específicas, que estão diretamente relacionadas ao tal Ciclo Circadiano.

Desenho do ciclo circadiano indicando a produção de cortisol durante o dia, a sonolência ao final do dia e a produção de melatonina durante a noite.

O Ciclo Circadiano é o nosso “reloginho biológico”, que dita o ritmo do nosso corpo! Quer saber mais sobre ele? Explicamos mais a fundo neste artigo aqui!

Então voltamos às duas situações que indicam o uso de melatonina:

1. “Síndrome do atraso das fases do sono”: são os famosos corujas 🦉, ou seja, aquelas pessoas que têm um “atraso” do ritmo do Ciclo Circadiano – que não conseguem dormir cedo de jeito nenhum, e acabam frequentemente perdendo compromissos importantes pela manhã porque não conseguem acordar 😴

(pensou em alguém assim, né?! 🤣)

Desenho da coruja do site hora da soneca.

2. “Jet lag”: aquela dificuldade de restabelecer o ciclo ☀️ dia-noite 🌙 depois de passar por uma mudança de fuso horário – o que muitas vezes pode ser só um perrengue chique de viagem, mas em alguns casos (como pessoas que viajam frequentemente a trabalho) pode atrapalhar bastante a rotina!

Desenho de pessoa dentro de avião, sentada com cobertor e almofada.

Alguns especialistas defendem também o uso para outras situações em que o equilíbrio do ciclo sono-vigília está alterado – mas essas ainda não demonstraram resultados claros sobre o benefício:

  • Trabalhadores noturnos ou aqueles que fazem regimes laborais em escalas (sem muito horário fixo), como porteiros, seguranças, profissionais de saúde, etc.
  • Pessoas com cegueira ou distúrbios da retina (que não possuem sensibilidade suficiente à luz para que o corpo perceba se é dia ou noite).
  • Idosos com insônia sem outra possível causa raiz.
📌 Essa última hipótese está diretamente relacionada aos mecanismos do envelhecimento!
Senhora idosa olhando espantada para a tela de um notebook, com a legenda "que que isso jovem... no meu tempo não tinha isso aí!"
Fonte: Google Imagens®

Como já é bem conhecido (e comentado frequentemente pelos nossos avós 👵🏼👴🏾), a famosa “terceira idade” chega cheia de mudanças – e uma delas é a redução da produção de vários hormônios.

E adivinha só quem está entre esses hormônios que são reduzidos no idoso?! 📉

Isso mesmo, a nossa querida melatonina!

E quem não pode tomar melatonina?

Essa também passou a ser uma pergunta importante depois da liberação da venda sem prescrição.

Afinal, qualquer um pode ir a uma drogaria (ou até comprar pela internet 😱), sem nenhum controle da distribuição.

Mas será que todo mundo pode tomar?

Desenho de homem com dúvida, trazendo mão à cabeça, e sinais de "positivo e negativo" ao lado.

Apesar de ser considerada uma substância segura, existem algumas ressalvas. Vamos então conhecer quais são:

🤰🏻 O uso por gestantes e lactantes é contraindicado – isso porque não existem estudos que tenham testado a melatonina para essa população. Então não, grávidas e lactantes não podem tomar melatonina!

Desenho de mulher grávida.

⚠️ Pessoas envolvidas em atividades que requerem atenção e concentração constante devem evitar o uso de melatonina (pode prejudicar a capacidade de realização dessas tarefas) – como cirurgiões e motoristas, por exemplo.

Desenho de mulher no carro, dirigindo, porém confusa/com tonturas.

👶🏾 O uso para crianças é mais controverso. Alguns estudos pequenos e sociedades de especialistas indicam benefícios em algumas situações específicas (como epilepsia e autismo), mas a ANVISA contraindicou o uso do suplemento por essa população – justamente pela falta de evidências claras.

Desenho de duas crianças brincando em cima da cama, de pijamas.

💊 Pessoas que foram diagnosticadas com alguma doença e já fazem uso crônico de algum medicamento devem ter cuidado. Apesar de ser um suplemento, a melatonina pode interagir com outras substâncias – então primeiro certifique-se com um profissional de saúde se realmente não tem nenhuma interação!

Desenho de uma mulher pensando, ao lado de pontos de interrogação.

Ok, Ok, já entendemos que não é para todo mundo sair comprando melatonina por aí... Mas e se eu tiver indicação, como devo usar?

Vamos ao próximo tópico 👇🏼

Como tomar a melatonina?

DOSE

A melatonina é encontrada no Brasil para venda em drogarias e lojas de suplementos, na forma de comprimidos, gotas, spray ou gomas.

A dose recomendada ainda é um pouco controversa e, por conta de tuuudo aquilo que já citamos, existem orientações muito diferentes sobre a quantidade de hormônio a ser reposta 💊

De acordo com a recomendação da ANVISA, o consumo máximo diário indicado é de 0,21 mg. Isso faz sentido quando pensamos na nossa própria produção de melatonina...

Frasco de cápsulas e frasco spray de melatonina com sinais Zzz indicando o sono.

Em média, o nosso corpo libera 0,1 mg de melatonina por noite. É bem pouquinho assim mesmo, porque normalmente os hormônios não precisam estar em grandes quantidades para poder fazer efeito! 🤏🏼

Isso quer dizer que a suplementação também não precisa ser feita em altas doses. Ou seja, uma unidade contendo 0,21 mg (ou 210 mcg) pode já ser o suficiente para você.

Porém, algumas pessoas podem precisar de doses mais altas para ter o efeito desejado – mas é impossível “adivinhar” logo de cara qual é essa quantidade ideal 🔮

Então aqui recomenda-se o bom senso: comece sempre pela dose mais baixa possível! E o ideal é manter essa dose por alguns dias para poder observar os efeitos.

Caso a menor dose não dê resultados, o aumento é recomendado de forma gradual (por isso, nada de sair tomando o frasco todo de comprimidos só porque um não fez o efeito que queria, combinado?!) 😉

Atenção! Seja qual for a dose que você tome, a forma de uso é sempre a mesma:

📌 Comprimido: engolir inteiro, bebendo um copo de água;
📌 Goma: mastigar e engolir;
📌 Solução: pingar a(s) gota(s) diretamente embaixo da língua;
📌 Spray: borrifar diretamente embaixo da língua.

HORÁRIO

💭 Lembra que falamos sobre a produção de melatonina acontecer só na ausência de luz? Logo, não faria muito sentido tomar este suplemento no período da manhã, né?!

Então, recomenda-se que a melatonina seja tomada no período da noite, de preferência 1 a 2 horas antes de dormir.

Desenho de mulher na cama dormindo e sorrindo.

Além disso, pra poder ter o melhor efeito possível deste suplemento, o ideal é que você já se prepare para dormir assim que tomar 😴 Se liga nessa dica de programação, supondo que a sua rotina noturna seja:

21h00 – Jantar 🍽️

21h30 – Ler um livro 📖

22h30 – Tomar banho 🚿 --- Horário ideal para tomar a melatonina: antes (22h) ou depois (23h) do banho!

23h30 – Deitar-se e meditar 🙏🏽

00h00 – Dormir 💤

Pense nesse exemplo para adequar o uso da melatonina à sua rotina específica.

Se precisar de ajuda para ajustar melhor seus hábitos noturnos, que tal dar uma olhada na nossa calculadora do sono?

Ah! E não se esqueça: na hora de dormir, é recomendada escuridão total! Isso aumenta os efeitos da melatonina.

Então nada de televisão ou celular até cair no sono... Concentre-se e aproveite esse momento de aconchego e descanso 🤗

Desenho de mulher deitada na cama ao lado de um celular/tablet.

E claro, falando em aconchego, nada mais útil do que um bom colchão para o seu merecido sono da beleza! 💁🏽‍♀️

Por isso, não deixe de descobrir qual é o colchão ideal para você: confira esse artigo aqui e aproveite a sua noite de forma ainda mais relaxante 🥱

USO AGUDO X CRÔNICO

Dependendo da indicação que o seu profissional de saúde identificar, você terá a recomendação do uso agudo ou crônico da melatonina.

O que isso significa?

  • Uso agudo: tomar em situações específicas e pontuais 📌 – por exemplo, para as pessoas com “jet lag”.
  • Uso crônico: tomar de forma contínua, diariamente ⏳– por exemplo, para as pessoas com a “síndrome do atraso das fases do sono”.

É importante sempre perguntar o tempo de tratamento para usar de forma correta.

⚠️ Atenção: o uso crônico, a longo prazo, e/ou sem necessidade pode resultar em excesso de melatonina no organismo!
📌 Caso você comece a sentir sono durante o dia ou continue tendo problemas para dormir, deve procurar ajuda profissional.

Já ouviu aquela famosa expressão “tudo em excesso faz mal”? Então, o mesmo pensamento é válido para os suplementos.

Quais são os problemas que a melatonina pode causar?

Como nem tudo são flores 🌻, a melatonina pode também trazer prejuízos 👎🏽

Apesar de serem pouco frequentes, os principais efeitos colaterais são:

  • Sonolência diurna
  • Dor de cabeça
  • Tonturas
  • Irritação
  • Náuseas
  • Piora de quadros de depressão
  • Piora da diabetes
  • Pesadelos
  • Dificuldades para dormir (a longo prazo)

Desenho de homem deitado ao lado de relógio, medicamentos, raios e pensamentos confusos.

Esses efeitos são mais observados em doses elevadas (acima de 2 mg).

Também é bom lembrar que a melatonina pode interagir com medicamentos, mesmo que com pouca frequência.

Então se você faz uso de algum remédio todos os dias (principalmente anticoagulantes, antidepressivos, anticonvulsivantes e ansiolíticos), deve avisar ao médico antes de começar a tomar a melatonina 👨🏿‍⚕️

Por fim, preste atenção ao seu corpo e, caso sinta algum destes sintomas descritos acima, busque ajuda profissional!

Resumão: o que aprendemos com tudo isso?! 👨🏽‍🎓

Pergunta Resposta
O que é a melatonina? É um hormônio.
Para que serve a melatonina? Para fazer seu corpo descansar.
Melatonina é bom para dormir? De forma geral sim, mas depende de cada caso.
Já tem melatonina no Brasil? Sim, já está disponível em drogarias e lojas de suplementos.
Quem deve tomar melatonina? Principalmente pessoas com jet lag ou distúrbios do ritmo do Ciclo Circadiano.
Quem não pode tomar melatonina? Lactantes e grávidas não podem tomar melatonina.
Como tomar a melatonina? No período da noite (1 a 2 horas antes de dormir).
A melatonina tem efeitos colaterais? Sim, sendo os principais: sonolência diurna, dor de cabeça, tontura e irritação.

E aí, já conhecia todas essas informações sobre a melatonina?! 😌

FAQ

Karen

Karen Palermo

Farmacêutica & Criadora de Conteúdo

Como farmacêutica clínica, a missão principal da Karen sempre foi ajudar as pessoas através da informação sobre saúde! 👩‍⚕️ Ela sabe bem o quão fundamental é o papel do sono, e irá te ajudar a entender melhor o que você precisa para garantir aquele descanso merecido. 💤

Certificações:

Você pode entrar em contato com a Karen pelo e-mail karen@airi.media ou LinkedIn. 📩

Esse artigo foi útil?
Deixe um comentário
Preencha este campo:
Sim
Não

Perfeito! Tem alguma dúvida ou comentário? Adoraríamos saber a sua opinião:

Como podemos melhorar? Adoraríamos saber as suas sugestões:

Por que confiar em nós?

Entendemos a importância da confiança quando se trata de análises de produtos.

Mas por que confiar em nós?

  • Instalação de testes dedicada: Testamos 180 produtos globalmente e agora operamos nossa própria instalação de testes equipada com equipamentos de última geração para analisar o desempenho dos produtos.
  • Aprovação de especialistas em sono: Colaboramos com especialistas internacionais em sono que treinam nossa equipe, revisam nossos artigos e fornecem insights valiosos sobre saúde do sono.
  • Conexões na indústria: Mantemos relacionamentos próximos com fabricantes, o que nos dá vantagem nas últimas tendências, produtos futuros e a tecnologia que os impulsiona.
  • Líder do mercado europeu: Temos orgulho de ser o site de análises número 1 na Europa, fazendo parte de uma rede expansiva que continua a crescer globalmente.
  • Com milhões de visitantes a cada ano, nosso alcance global não se resume apenas a números - trata-se de tornar escolhas melhores mais acessíveis a todos.
<p>&gt; 180 produtos testados</p>

> 180 produtos testados

<p>&gt; 19.836 horas de pesquisa</p>

> 19.836 horas de pesquisa

<p>&gt; 6 milh&otilde;es de pessoas confiam em n&oacute;s</p>

> 6 milhões de pessoas confiam em nós

<p>7 experts</p>

7 experts

<p>#1 no mercado europeu</p>

#1 no mercado europeu

Também pode estar interessado em:

    Sim, por favor! >
    Não, continuar

    Se comprar através de links marcados com "*", recebemos uma pequena comissão, que não aumenta o preço de compra. Pelo contrário: com o nosso código de desconto, poupa o máximo na sua compra.