Síndrome das Pernas Inquietas

Síndrome das Pernas Inquietas: o que é e como aliviar?

Última atualização em: 20.05.2024 Tempo de leitura: 5 Min.

Se já sentiu suas pernas tomadas por uma vontade incontrolável de se moverem, especialmente à noite, saiba que uma das causas pode ser a síndrome das pernas inquietas.

Mas calma! Além de não ser muito frequente, este distúrbio neurológico tem diagnóstico e tratamento. 😮‍💨

Inclusive, neste artigo focamos bastante no que você pode fazer para aliviar os sintomas da síndrome das pernas inquietas.

Vamos lá?! 🦵

Ilustração de pernas na cama, com meias

O que é a Síndrome das Pernas Inquietas?

A síndrome das pernas inquietas (SPI), ou doença de Willis-Ekbom, é um distúrbio neurológico caraterizado por sensações intensas de desconforto nas pernas. [1]

Basicmente, a síndrome das pernas inquietas causa uma vontade irresistível e inconsciente de mover as pernas! 🦵

Este impulso, muitas vezes acompanhado de sensações desconfortáveis, surge principalmente em momentos de repouso (durante a noite, por exemplo).

Em cerca de 80% dos casos [2], pessoas afetadas por essa síndrome terão períodos de movimento involuntário dos membros ao dormir.

Isso significa que a síndrome das pernas inquietas tem um impacto significativamente negativo na qualidade do sono das pessoas afetadas. 😔

A dificuldade em adormecer e os despertares frequentes durante a noite, causados por "inquietação", muitas vezes resultam em insônia e outros distúrbios do sono. [3]

ilustração de pés a se moverem na cama

A longo prazo, isso pode levar à fadiga excessiva, sonolência diurna, problemas de concentração e distúrbios de humor – como a irritabilidade e a depressão.

Ainda, a síndrome das pernas inquietas pode ser um problema também para a vida social, em situações de imobilidade prolongada (como reuniões, eventos ou viagens longas).

Ou seja, se não tratada, é uma síndrome que pode interferir bastante com o nível de qualidade de vida das pessoas.

⚠️Atenção: embora algumas pessoas possam experimentar momentos de inquietação nas pernas, isso não necessariamente significa que elas tenham a síndrome das pernas inquietas.

O que provoca a síndrome das pernas inquietas?

As causas exatas desta síndrome ainda são desconhecidas - muitas vezes o diagnóstico é feito sem identificar a causa.

No entanto, alguns fatores [4] aparentam ter um papel significativo no seu desenvolvimento:

  • Hereditariedade (genética);
  • Gravidez (principalmente durante o 3º trimestre); [5]
  • Certas doenças crônicas (deficiência de ferro, insuficiência renal, doença de Parkinson);
  • Alguns medicamentos (antidepressivos, anti-histamínicos, anti-psicóticos).

Além disso, substâncias como álcool, cafeína e nicotina podem piorar os sintomas da síndrome.

🩺 Qual médico cuida de casos de síndrome das pernas inquietas?

Casos de síndrome das pernas inquietas geralmente são tratados por neurologistas, médicos especializados em distúrbios do sistema nervoso. 🧠

Um médico especializado em medicina do sono também pode ser consultado, especialmente quando os sintomas impactam significativamente o descanso noturno do paciente.

Sintomas da Síndrome das Pernas Inquietas

Por ser uma síndrome desencadeada por sensações e sentimentos, o diagnóstico é majoritariamente clínico, e não é tão simples assim...

Os sintomas da síndrome das pernas inquietas podem variar entre os indivíduos [6], mas as queixas geralmente incluem:

  • Sensações incômodas nas pernas, descritas como coceira, rigidez muscular, "fisgadas" ou "choques";
  • Alívio das sensações ao mover as pernas;
  • Dificuldades para dormir devido ao desconforto;
  • Piora durante a noite.
ilustração de pernas com sinais de dor e incomodo,na cama
Se você costuma ter desconfortos frequentes nas pernas, é bom buscar um médico.

Algumas pessoas ainda descrevem como "inquietação", "necessidade de se alongar", ou até "as pernas querem se mover por conta própria". [7] 😳

Estes sintomas podem afetar apenas uma perna ou ambas, e são aliviados apenas ao movimentar os membros.

Quem é mais afetado pela SPI?

A síndrome de pernas inquietas afeta cerca de 5 a 10% da população [8] – sendo que o diagnóstico é, muitas vezes, dificultado pela falta de especificidade dos sintomas.

É um pouco mais comum em mulheres e manifesta-se, por norma, na idade adulta.

Não se exclui a possibilidade de ocorrência em homens, crianças e adolescentes – apenas é menos provável!

Como aliviar a Síndrome das Pernas Inquietas?

Infelizmente, até o momento, não existe cura para a síndrome das pernas inquietas - mas existem sim medidas de alívio!

Lembramos que o tratamento deve ser direcionado pelo médico que fizer o diagnóstico. Geralmente, envolve:

  • Medidas não farmacológicas (mudanças de estilo de vida)
  • Medidas farmacológicas, se necessário (suplementos de ferro, medicamentos que regulam os níveis de dopamina, relaxantes musculares e calmantes).

A primeira escolha é sempre relacionada às mudanças de estilo de vida!

Então aqui vão as nossas dicas caseiras de como aliviar a síndrome das pernas inquietas:

🌙 Evite a privação de sono

Garantir uma boa noite de sono é fundamental.

A falta de descanso pode agravar os sintomas, tornando crucial estabelecer uma rotina de sono regular e tranquila.

🔥 Aplique alguma fonte de calor

Um banho quente antes de dormir pode ser surpreendentemente eficaz no alívio das sensações incômodas causadas pela síndrome das pernas inquietas.

Outra alternativa é o uso de compressas aquecidas nas pernas, para aliviar o desconforto local.

🏃‍♂️ Faça atividades físicas regulares

Incorpore atividades físicas, especialmente exercícios aeróbicos [9], na sua rotina diária.

Praticá-los no horário em que os sintomas costumam aparecer pode ajudar significativamente a reduzi-los.

🚫 Evite substâncias agravantes

Bebidas alcoólicas, café e cigarro são conhecidos por poder agravar os sintomas da síndrome das pernas inquietas.

Cortá-los da sua dieta pode fazer uma grande diferença no controle dos sintomas.

💆‍♂️ Considere fazer massagens

Massagens regulares nas pernas podem promover relaxamento e alívio das sensações desagradáveis associadas à síndrome das pernas inquietas.

Experimente técnicas de massagem suave com um profissional, como a nossa especialista no assunto, Pâmela:

Algumas pessoas podem sentir uma sensação geral de relaxamento e uma maior facilidade em adormecer e permanecer dormindo durante a noite após uma sessão de massagem.

Pâmela Peixoto

Massoterapeuta

Resumão: Síndrome das Pernas Inquietas

O que aprendemos sobre esse distúrbio do sono? 🤓

  • A síndrome das pernas inquietas é um distúrbio que gera uma necessidade incontrolável de movimentar os membros.
  • Medidas como exercícios, boa higiene do sono, técnicas de relaxamento e, em alguns casos, medicação, podem aliviar.
  • Embora a causa exata seja desconhecida, fatores genéticos e algumas condições médicas estão associados à síndrome.

Com um entendimento mais profundo da síndrome das pernas inquietas, é possível buscar estratégias eficazes para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida.

Caso você se identifique com os sintomas, tente utilizar nossas dicas para obter alívio! 🥰

Mas lembre-se: consultar um médico é crucial para obter um diagnóstico adequado e um plano de tratamento personalizado.

Saiba mais:

Karen

Karen Palermo

Farmacêutica & Criadora de Conteúdo

A Karen é uma farmacêutica clínica experiente, com graduação, pós-graduação e mestrado na área. Como escritora certificada em saúde do sono, ela se dedica a promover o bem-estar por meio de informações de qualidade, visando melhorar a qualidade de vida das pessoas a partir de noites bem dormidas.

Esse artigo foi útil?
Preencha este campo:
Sim
Não

Perfeito! Tem alguma dúvida ou comentário? Adoraríamos saber a sua opinião:

Como podemos melhorar? Adoraríamos saber as suas sugestões:

Também pode estar interessado em:

    Sim, por favor! >
    Não, continuar

    Se comprar através de links marcados com "*", recebemos uma pequena comissão, que não aumenta o preço de compra. Pelo contrário: com o nosso código de desconto, poupa o máximo na sua compra.